27/09/10, 10:54

Antes de morrer, pai de Torquato Neto escreveu livro de memórias

No livro ele fala sobre suas recordações de infância em Eliseu Martins e sua experiência como promotor público.

Os amigos que velam o corpo do defensor aposentado, Heli da Rocha Nunes 92 anos, pai do poeta Torquato Neto contam histórias sobre sua vida. Kenard Kruel disse que Heli já havia lhe pedido para publicar um livro sobre suas recordações.

Segundo Kenard, o caderno possui vários trechos da vida de Heli e também de seu filho Torquato. Fala sobre suas recordações de infância em Eliseu Martins e sua experiência como defensor público, passagem de história política e o trabalho no centro espirita.



Genu Moraes disse que esteve com ele nos últimos dias e ele a afirmou que sua missão estava cumprida. Ela declara que ele falava isso com muita consciência e espiritualidade, sem tristeza. Ela revelou que ele havia pedido em casamento, mas ela disse que a amizade era muito forte.

Genu declarou também que ele queria fazer um abrigo para crianças e idosos e tinha pedido um terreno em sua fazenda Bananeiras em Nazária. Ela afirma que concedeu, apesar de achar o local muito longe.



Heli Nunes foi um dos fundadores do orfanato Maria João de Deus em Teresina e fundou uma creche em Picos. “Sua vida era fazer o bem. Ele era extremamente desprendido e fazia trabalhos voluntários”, revelou Ana Coelho, esposa do sobrinho de Heli,  procurador Virgulino da Silva Coelho Neto.

A secretária de Ana Moura informou que ele conversava com Torquato Neto e a esposa Salomé. E que ele adotou dois irmãos gêmeos Ismael e Sidney, de 13 anos, e acreditava que Sidney era a reencarnação de Torquato.



 

Flash de Yala Sena
Redação Caroline Oliveira
redacao@cidadeverde.com

| © CidadeVerde.com 2014 | Todos do Direitos Reservados - Site by Masvio |