Bom Jesus
  • Bandidos fecham cidade e realizam tiroteio em assalto a agências bancárias

    A Polícia Militar do Piauí fecha cerco em busca dos 15 assaltantes que roubaram agências dos Bancos do Brasil e Bradesco em Bom Jesus. De acordo com a polícia, os cerca de 10 reféns foram liberados na tarde desta sexta-feira. Mais de 100 homens foram enviados à Bom Jesus, além de duas aeronaves, que sobrevoam a região de Caracol com reforço do Bope.

    Em nota, o governo do Estado informa que não há mais reféns em poder da quadrilha. Segundo o tenente-coronel Sá Júnior, após a liberação de todos os reféns, a PM começou a perseguir os assaltantes. “Tínhamos que preservar as vidas”, diz, enfatizando que a quadrilha está cercada no povoado Baixão das Ovelhas, em Santa Luz. 

    Fotos: Emiliano Amorim
    Policiais iniciam buscas pelos 15 assaltantes na zona rural

    Segundo o comandante da PM, coronel Gerardo Rebelo, a Polícia Militar deslocou contingente com agilidade. “Já fechamos o cerco nas principais vias de acesso à cidade, inviabilizando a saída dos suspeitos”, explica.  O reforço da PM se dá em duas vertentes: terrestre e aérea, obstruindo todas as vias de acesso ao município e ainda há o apoio da Polícia Militar na Bahia.

    Sede do quartel da PM, atingida por balas

    Segundo o tenente-coronel Sá Júnior, coordenador de Relações Públicas da PM, a operação vai durar até solucionar o caso e prender todos os assaltantes. “Eles estão numa área rural de difícil acesso, mas a PM vai atuar até solucionar o caso por completo”, diz.

    Reféns do lado de fora da agência, durante a ação

    Os assaltantes estão cercados e a pé, em zona rural. Neste momento, a PM está em alerta, com todas as saídas obstruídas, inclusive, fiscalizam a área de um aeroporto clandestino na região de Guaribas.

    Ao menos 15 homens armados provocaram terror em Bom Jesus ao assaltar dois bancos, atirar a esmo, fazer pessoas de escudo e fugir com reféns. Três pessoas ficaram feridas. A ação durou cerca de 50. 

    Cerca de cem pessoas que estavam no banco, entre clientes e funcionários, tentaram se proteger dos tiros, segundo a PM e testemunhas. 

    Todos os integrantes da quadrilha usavam máscaras. Um dos homens questionou quem era o gerente da agência e onde ficava o cofre.

    "Um deles gritava pedindo para ninguém reagir e mandou que fizéssemos uma fileira, com os homens na frente", relata o trabalhador rural José da Cruz Barbosa, 42, que estava no banco.

    Clientes, funcionários e seguranças saíram enfileirados, servindo de escudo humano em um trajeto de 60 metros até uma agência vizinha, do Bradesco. 


    Foto: Emiliano Amorim

    A Polícia Militar do Piauí informou que mais de 15 homens realizam assaltos aos bancos do Brasil, Bradesco e Correios, no município de Bom Jesus (a 632 km de Teresina), na manhã desta sexta-feira.

    Antes dos assaltos, a quadrilha chegou a provocar a Polícia metralhando o quartel da Polícia Militar que fica no mesmo quarteirão das agências bancárias, no Centro de Bom Jesus. Veja vídeo:



    Foto: Emiliano Amorim

    Oito pessoas foram atendidas no Hospital Regional, a maioria com crise nervosa. O médico cirurgião, Ângelo Sena, informou que duas pessoas ficaram feridas durante a ação dos criminosos. Um  rapaz foi atingido com fragmentos de balas no tórax e a outra com coronhadas de revolver na cabeça.

    “Já fizemos exames e o fragmento de bala não atingiu o pulmão e ele passará por cirurgia e não tem risco de morte. O rapaz ferido com a coronhada já foi medicado e teve alta”, disse o médico.

    Foto: Emiliano Amorim

    A Polícia nega que tenha 20 reféns, mas avalia que tenha de 8 a 10 reféns, devido à quantidade de veículos usados durante os assaltos. A Polícia não tem precisão do número de pessoas levadas, devido à confusão e o tiroteio durante ação criminosa.

    A cidade ainda está em pânico. O clima é de terror e medo, segundo moradores ouvidos pelo Cidadeverde.com, devido os tiros.

    Cerco da Polícia

    O capitão Walter Pinto informou que 35 policiais estão nesse momento cercando os assaltantes na divisa das cidades de Santa Luz e Guaribas. A força tática de Corrente e Caracol já foram acionadas e estão em Bom Jesus dando reforço à operação.

    De acordo com o capitão, é provável que mais de 15 homens tenham participado dos assaltos. A polícia acredita que eles estejam a pé, já que abandonaram os veículos utilizados na fuga. "Eles fugiram em quatro carros. Dois foram queimados a 20 km de Bom Jesus e os reféns foram liberados. Os outros automóveis foram abandonados mais a frente. Acreditamos que eles estejam a pé, tentando fugir pelo mato", disse.

    A polícia acredita que o bando utiliza fuzil, metralhadoras e pistolas. O capitão negou que haja baleados. "Apenas uma pessoa está ferida, mas foi o estilhaço de uma capsula de fuzil que a cortou. Não foi um tiro. Nenhum policial ou popular foi baleado durante o tiroteio", enfatizou.


    Foto: Emiliano Amorim

    O tenente coronel Sá Júnior, nega que  tenha policial morto ou feridos, até agora. Helicóptero, tropa de choque e Gate foram deslocados na busca dos assaltantes.

    Atualizada às  12h

    A Polícia Militar de Bom Jesus faz diligências para capturar a quadrilha que realizou assalto as agências do Banco do Brasil e Bradesco que estão rumo ao município de Santa Luz. Na fuga, dois veículos foram queimados e alguns reféns foram liberados no caminho. Um helicóptero da Polícia Militar  foi deslocado ao município e sobrevoa a região no intuito de capturar os assaltantes.

    Fotos: Whindersson Nunes

    "As informações que temos no momento é que apenas uma pessoa ficou ferida e que seguranças foram liberados no meio do caminho. Eles andavam em três veículos, queimaram dois e seguiram no outro", relata José de Anchieta, chefe de investigação da Polícia Civil.

    Fotos: Whindersson Nunes

    Atualizada às 11h34

    Um dos carros usados na fuga foi incendiado pelos bandidos. Segundo populares, os reféns foram liberados. Porém, não há informações ainda sobre a existência de feridos em decorrência da troca de tiros com a polícia.

    Fotos: Whindersson Nunes

    A população está assustada. Nas ruas, o saldo do tiroteio são carros crivados de bala e as paredes da igreja catedral de Nossa Senhora das Mercês também foram atingidas.

    Atualizada às 11h17

    O comando da Polícia Militar deslocou homens do GATE e RONE de Teresina e grupamentos táticos das cidades vizinhas a Bom Jesus para auxiliarem na captura dos 10 assaltantes que promoveram um tiroteio durante assalto às agências do Banco do Brasil e Bradesco no município do sul piauiense.

    Fotos: Whindersson Nunes

    Segundo a PM, os bandidos fugiram levando cerca de 20 reféns em direção a Cristino Castro.

    A polícia ainda não tem contabilizado o montante de dinheiro levado na ação.

    Atualizada às 11h

    Cerca de 10 bandidos fecharam o município de Bom Jesus durante assalto a duas agências bancárias, na manhã desta sexta-feira (15), por volta das 10h. De acordo com o capitão Walter Pinto, o bando acaba de fugir rumo ao município de Cristino Castro levando cerca de 20 pessoas como reféns. O comandante da operação acrescenta ainda que o veículo de um cliente também foi levado durante a ação criminosa.

    "Eles assaltaram as duas agências que ficam a menos de 10 metros uma da outra. A população está aterrorizada pois na fuga eles efetuaram ainda mais disparos. Ainda não temos informações sobre a quantia de dinheiro saqueada", complementa Pinto.


    Matéria postada às 10h24

    Um intenso tiroteio está ocorrendo no município de Bom Jesus neste momento, distante 632 km de Teresina. Segundo José de Anchieta, chefe de investigação da Delegacia Regional,  cerca de 10 bandidos fecham a cidade e estão amedrontando a população com disparos por todos os lados. Informações preliminares indicam que a intenção do bando seria assaltar duas agências bancárias.

    "Estou indo para o confronto agora. Ainda não sabemos mais informações porque o tiroteio está acontecendo. A suspeita é que o alvo sejam as agências do Banco do Brasil e do Bradesco que ficam muito próximas", revela. Até o momento não há informações de mortos ou feridos.



    Graciane Sousa, Leilane Nunes, Yala Sena
    cidades@cidadeverde.com


    Em 15/02/13, 11:24

| © CidadeVerde.com 2014 | Todos do Direitos Reservados - Site by Masvio |