Cidadeverde.com

Goleiro é levado para delegacia após dar soco em juiz durante jogo

O goleiro Anderson Gomes Muniz, conhecido como Preto, do time do Juventude do povoado Água Fria, zona rural de Campo Maior, saiu do campo direto para a delegacia acusado de agredir com um soco no olho o árbitro Arleno Silva, durante o campeonato do Alto do Meio, neste domingo (01).


                                               Fotos: Elvis Presley/ Reprodução Campo Maior em Foco

 

De acordo com a Polícia Militar, a confusão ocorreu após o juiz aplicar um cartão vermelho.

"O goleiro pediu parada para uma necessidade fisiológica. Na volta, o árbitro determinou bola ao chão e que fosse  devolvida ao adversário, mas o goleiro não aceitou e queria a posse da bola. Houve discussão e o goleiro foi punido com cartão amarelo. Continuou a reclamar e recebeu cartão vermelho, momento em que agrediu fisicamente o árbitro com um soco no rosto", disse.

De acordo tenente-coronel Rui Nunes Cordeiro, comandante do 15º BPM, Preto foi encaminhado ao 1º Distrito Policial e liberado após assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência. 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com
Com informações Portaldecampomaior e Campomaioremfoco

Campo Maior encerra nesta sexta renovação de alvarás de estabelecimentos

Esta sexta-feira (27) é o último dia para emissão de alvarás sem acréscimos de juros para estabelecimentos que exercem atividades comercial, industrial ou de serviços no município de Campo Maior. O prazo foi prorrogado pelo prefeito de Campo Maior, Paulo Martins, através de decreto.

O contribuinte deve procurar o setor de tributação no prédio da Prefeitura de Campo Maior para renovar o documento que é fundamental para o funcionamento do estabelecimento, sem ele nenhuma atividade empresarial poderá ser desenvolvida no município.

“O contribuinte que não efetuar o pagamento até o dia 27 de fevereiro irá pagar o documento com a correção normal de tributos, de juros e da multa de atualização”, informou o Gerente de Receitas, Jean Charles.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Radialista é encontrado morto pelo filho dentro de casa

O radialista Zeferino Alves Neto, conhecido como "Zan" foi encontrado morto pelo seu próprio filho na manhã desta quarta-feira (25) em sua residência. De acordo com o delegado regional Gustavo Jung, a perícia da Polícia Civil esteve no local e exames cadavéricos foram pedidos para detectar a causa da morte.

"Até então a gente não pode afirmar nada em relação a morte. Encaminhamos o corpo para o Instituto Médico Legal e coletamos alguns indícios no local. Pedimos uma perícia criminal para tetectar eventual objeto no local do crime e também um exame cadavérico para possível envenenamento ou ingestão de substância", acrescentou o delegado.

Gustavo Jung explica que o corpo foi encontrado por volta das 10h30 pelo filho do radialista. "Ele que nos procurou e relatou que ao acordar foi até o quarto do pai e viu a porta aberta, o que não é de costume. Ele estava caído com uma mão na rede como se quisesse se apoiar", acrescentou o policial.

A família agora aguarda a liberação do corpo para velório e enterro.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Polícia resgata crianças e prende mulher suspeita de aliciar menores para a prostituição

A vendedora ambulante identificada como Maria Regina da Silva, 58 anos, foi presa sob a suspeita de aliciar crianças e adolescentes para a prostituição no bairro Cidade Nova, em Campo Maior, a 78 km de Teresina. A prisão ocorreu nesta terça-feira (24) e no momento da abordagem haviam três meninas, com idades de 11, 13 e 14 anos e um menino de 15 anos na residência de apenas dois cômodos.

O Delegado Regional Gustavo Jung informou que a mulher foi ouvida na manhã de hoje (25) e negou a acusação. "Em depoimento ela afirmou que as suspeitas são vagas, mas temos indícios de que a mulher estaria aliciando menores. Uma das pessoas ouvidas disse que ela convidava mulheres para entrar no negócio ilegal e em um dos casos chamou uma mãe para ser cafetina e a filha de 12 anos para trabalhar como prostituta", disse Jung. 

O conselheiro tutelar, Antônio Luís Rocha, acompanhou o trabalho da Polícia Civil e disse que se surpreendeu com a atitude dos adolescentes. 

"As crianças falavam palavrão e zombavam da gente e durante conversa nos falaram que além de serem usadas sexualmente, tinham que vender drogas. As duas meninas maiores revelaram ainda que a cada saída ganhavam R$ 30 e entregavam R$ 20 para a mulher. A casa é muito pequena e acreditamos que as relações sexuais não ocorriam no local", disse o conselheiro tutelar. 

Na residência foram encontrados televisor, aparelho de DVD e mais de 10 celulares, os quais a Polícia Civil apura se seriam roubados.

"O que chamou a atenção de moradores da região foi o entra e sai de crianças e adolescentes na casa. Uma delas havia fugido da própria residência há oito dias. Os quatro foram devolvidos à família e vamos continuar acompanhando o caso", finaliza Antônio Luís Rocha.

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.co
m

Nova estrada ajuda a escoar produção e interliga dois municípios

Conhecida por ser uma região produtora e até então um lugar isolado, as comunidades Tucunzal, Crioli, Cajazeiras, Barra Nova e João Alves celebraram a conclusão da construção dos 16 quilômetros de estrada vicinal que liga essa área à PI-320 e à BR-343, transformando-a em via de escoamento.

“É como se estivesse recebendo um bote de ouro. Estamos mudando mesmo de vida e vamos salvar vidas, porque andar nessa estrada antes era correr risco de vida”, disse o líder comunitário Zé Pequeno, que agradeceu aos prefeitos Paulo Martins (Campo Maior) e Zé Henrique (Nossa Senhora de Nazaré) pela obra.

O prefeito Paulo Martins explica que a nova estrada interliga Campo Maior e Nossa Senhora de Nazaré, além de ser a principal via de escoamento de toda a produção agrícola local. “Nessa região se cria da galinha ao gado. São criadores que tem ir a Campo Maior pelo menos duas vezes ao dia”, explica Paulo.

Já o prefeito  Zé Henrique  lembra que a estrada aguardada há, pelo menos, 30 anos é uma vicinal que vai tornar fácil o tráfego entre várias regiões entre os dois  municípios. “Temos ramais interligando Nossa Senhora de Nazaré e Campo Maior em pelo menos três pontos diferentes”, reforça o prefeito.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Polícia apreende R$ 7 mil e prende acusado de tráfico em Campo Maior

Uma operação realizada na tarde de hoje (21) na cidade de Campo Maior prendeu em flagrante o homem identificado como Adervison dos Santos Silva, acusado de tráfico de drogas. 

O delegado Menandro Pedro informou ao Cidadeverde.com que foram apreendidos mais de R$ 7 mil em espécie e que o acusado escondia arma de fogo e drogas no momento da abordagem. "Também apreendemos uma motocicleta. Esta foi uma grande apreensão, pois encontramos vários quilos de maconha, crack e cocaína", acrescentou.

Menandro está se deslocando de Campo Maior para Teresina, onde dará início aos procedimentos legais. O trabalho foi coordenado pela Delegacia de Entorpecentes, em parceria com o Núcleo de Inteligência da Polícia Civil e a Delegacia de Campo Maior.  

A casa do acusado, onde a polícia acredita funcionar uma boca de fumo, fica localizada no bairro Flores. Adervison está sendo trazido para a Central de Flagrantes para autuação.

 

Jordana Cury
jordanacury@cidadeverde.com

Campo Maior: secretaria de Saúde recolhe pneus em campanha contra dengue

A Secretaria Municipal de Saúde em suas ações de combate ao mosquito da dengue está recolhendo pneus de veículos e outros transportes para evitar a hospedagem e proliferação do mosquito da dengue e a contaminação de pessoas. Segundo o secretário municipal de Saúde Marcelo Pereira, todo o material recolhido em oficinas e abandonado em terrenos baldios têm um destino ecologicamente correto. A Prefeitura de Campo Maior, por meio da Secretaria encontrou uma maneira de reaproveitá-los, com paisagismo em escolas e universidades, e também para reciclagem. Como parceira, a Saúde, tem a Secretaria de Limpeza e Iluminação Pública. Os dois secretários, Marcelo Pereira e  Antônio Lustosa, se juntaram nesta ação de prevenção da doença e combate ao mosquito Aedes aegypti, causador da dengue e da febre chikungunya. A ação combate ainda, outros insetos e roedores. 

Para recolher o pneus as secretarias utilizam Caminhão Baú, carros de pequeno porte e reboques adaptados em motocicletas. Os agentes de endemia percorrem terrenos, residências, borracharias, ferros-velhos e locais afins, identificando os onde locais onde os pneus são encontrados na cidade. “Em média, 150 pneus são enviados a cada quinzena para uma borracharia.  O resultado obtido através do recolhimento é evitar a contaminação do solo, do ar, eliminação criadouros de mosquitos entre outros vetores. Uma ação bem sucedida. Por meio dela foram recolhidos cerca de 3000 pneus em 2014?, informou o coordenador de combate as endemias Raimundo Barros.

Segundo Barros, pneus são ideais para a proliferação do mosquito da dengue e febre chikungunya porque acumulam água e possuem estrutura que oferece sombra, tudo que o Aedes aegypti precisa para garantir a sua reprodução”, diz Raimundo Barros. As orientações  da destinação adequada dos pneus é feita constantemente aos proprietários de oficinas, borracharias e a donos de veículos pelos agentes de endemias de Campo Maior”, enfatizou Raimundo Barros. As equipes, que visitam os domicílios de dois em dois meses, observam fatores ambientais que possam afetar a saúde, como lixo,  esgotos, entre outros.

“O recolhimento é uma solução de baixo custo e tem sido eficiente. As medidas preventivas demonstram na prática e nos novos índices do Ministério da Saúde, redução de 85,8% do número de casos confirmados de dengue em 2014 tendo com referência 2013. Neste trabalho de recolhimento, a Prefeitura ressalta que a participação das pessoas é fundamental justamente na informação dos locais onde possa haver pneus e outras suspeitas”, orientou o secretário Marcelo.

O prefeito Paulo Martins disse que a participação da população é importante nesta batalha contra o mosquito. “A sociedade pode participar se comunicando com as equipes de saúde, colaborando, avisando ao agentes de endemias da sua comunidade sobre a existência de terrenos suspeitos de serem locais propícios como criatórios das larvas ou deve entrar em contato com a Secretaria Municipal de Saúde para solicitar a coleta do objeto e a notificação ao proprietário dos terrenos para que os conservem limpos”, informou o prefeito.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Carnaval incrementa setores da economia local e gera lucros de R$ 3 milhões

Além de ter sido uma festa animada, o Carnaval de Campo Maior foi considerado lucrativo alavancando a economia local em setores como hoteleiro, de bares e restaurantes e comércio informal. De acordo com levantamento do consultor econômico Marco Guilherme, cada barraca ou ambulante- ao total 130 pessoas foram cadastradas- venderam em média R$ 500 por dia de Carnaval, contabilizando nos cinco dias da festa momesca, mais de R$ 300 mil somente neste seguimento.

O tesoureiro do Sindicato dos Garçons de Campo Maior, Gilson Silva, ressalta que o movimento também foi intenso nas churrascarias da cidade que aumentaram as vendas em torno de 20%; Já o setor hoteleiro teve um incremento na taxa de ocupação em 15%.  “Estimo que em todos os setores juntos geraram um incremento na economia de R$ 3 milhões”, disse o consultor.

A Gerencia de Eventos da prefeitura de Campo Maior já havia divulgado que pelo menos 400 empregos diretos foram gerados com a realização do Carnaval. “Destacamos os investimentos na indústria do carnaval como um fator de desenvolvimento local para gerar emprego e renda”, comentou o gerente de eventos Ulisses Raulino.

De acordo com o tenente-coronel Rui Nunes Cordeiro, comandante do 15º BPM, cerca de 7 mil pessoas por noite brincaram o Carnaval em Campo Maior.

"Nos cinco dias do evento foi dada oportunidade para que centenas de barraqueiros, hotéis sempre lotados, restaurantes, bares, peças de fantasias, abadás, peças para carros de som e segmentos aumentassem suas rendas. Com certeza consolidamos um grande evento e vamos nos próximos anos trabalhar ainda mais para melhorar a economia do nosso município”, resumiu o prefeito Paulo Martins.

 

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Carnaval une Antonio Félix e Paulo Martins em Campo Maior

Uma cena rara na política de Campo Maior foi vista no sábado de carnaval. O deputado Antonio Félix (PSD), irmão do ex-prefeito do municipio Joãozinho Félix, aproveitou a folia ao lado do atual gestor da cidade, Paulo Martins (PT). Os dois são históricos adversários na política local e foram vistos na tradicional concentração do bloco Bola Folia.

Ainda no sábado, na Praça Valdir Fortes, houve apresentação das bandas Patchanka e Pagodão S/A. Ontem, a programação foi voltada apenas para as crianças.

Nesta segunda-feira (16), a festa fica por conta da banda Badalaiê da Bahia e Farra Nordestina Elétrico. No último dia de Carnaval, terça-feira (17), terá festa novamente para as crianças com Diogo Rossi e Banda, a partir das 19h. O encerramento será com a banda Barco Novo e Chicletana, da Bahia.

Com informações do Campo Maior em Foco
redacao@cidadeverde.com

Garçom é suspeito de esfaquear magarefe após discussão por mulher

Um magarefe do mercado central de Campo Maior foi esfaqueado na região do abdômen após uma discussão na tarde deste domingo (15). De acordo com escrivão Francisco das Chagas Silva, a briga teria tido motivação passional. A vítima mantinha um relacionamento com a ex-mulher do suspeito identificado como o garçom Ilvon Monteiro de Lira. 

"O acusado foi casado por 17 anos e há seis vivia separado da esposa que se relacionava com a vítima. Mesmo separado da mulher, ele sempre a visitava e tinha até a chave da casa. Ontem, após sair do trabalho foi até a casa dela e estava no banho quando a vítima chegou e teria arremessado um tijolo contra ele, que pegou uma faca debaixo do colchão e perfurou o magarefe", explica o escrivaõ. 

O crime ocorreu por volta das 14h e após uma hora o garçom foi preso na casa na mãe. De acordo com a Polícia Civil, ele não negou as acusações e deverá responder pelo crime de tentativa de homicídio. 

A vítima, Antônio Rodrigues do Nascimento, foi levado ao Hospital Regional de Campo Maior e transferido para Teresina.


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Posts anteriores