Cidadeverde.com

Criança de nove anos é estuprada e morta por afogamento em córrego

Fotos: Portaldecampomaior

Uma criança de nove anos foi encontrada morta na localidade Porção II, zona rural de Campo Maior. De acordo com o delegado plantonista Laércio Evangelista, o acusado morava próximo a residência da vítima e após ser preso, teria confessado que estuprou e, em seguida, matou a garota por afogamento. 

O corpo foi encontrado por moradores da comunidade. O local do crime fica apenas há alguns metros de onde a menina residia com familiares. Antes do crime, o acusado, Antonio Francisco Vieira da Silva, 32 anos, tirador de palha de carnaúba e vizinho da vítima, estava em uma festa e teria causado baderna porque estaria tentando agarrar algumas mulheres. 

"Ele é totalmente frio e disse que há algum tempo vinha tentando agradar a criança com bombons. Ele disse que, durante a madrugada, foi até a casa da menina, chamou e ela veio. Então, a levou a um córrego, cometeu o estupro com a vítima ainda viva e em seguida o homicídio, porque disse temer que garota contasse o que ocorreu. Em depoimento ele confessou tudo, detalhadamente", disse Evangelista. O delegado acredita que o suspeito, que é solteiro e morava com o irmão, já estaria visando a vítima por morar em uma casa próxima.

O crime ocorreu entre 2h e 5h deste domingo (4). A menina foi encontrada trajando apenas uma blusa e uma calcinha. Ainda de acordo com a Polícia Civil, o irmão do acusado auxiliou na identificação do autor. Pegadas que seriam do acusado também foram encontradas próximo ao córrego.

O corpo da criança foi trazido para o Instituto Médico Legal (IML), em Teresina. Os familiares da criança ainda não foram ouvidos. 


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Dupla é presa ao tentar vender instrumentos musicais roubados a filho de policial

Foto: Portaldecampomaior

Policiais da 5ª Delegacia Regional de Polícia Civil  prenderam uma dupla acusada de furtar instrumentos musicais do Colégio Estadual Professor Raimundinho Andrade, em Campo Maior. Um adolescente de 14 anos e um homem identificado apenas como Dani Batera foram descobertos após tentar repassar os instrumentos para o filho de um policial rodoviário federal, que desconfiou do valor dos equipamentos vendidos.

O arrombamento à escola ocorreu na madrugada do último dia 30. O policial devolveu os objetos roubados e denunciou o caso ao Serviço de Inteligência da Polícia Civil que- após investigação- identificou os autores.

O menor foi ouvido e liberado. Dani Batera foi autuado em flagrante pelo crime de furto e continua preso. Não há informações sobre valor que os acusados estariam comercializando os instrumentos.



Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com
Com informações Portaldecampomaior

Temporal destrói academia popular, arranca árvores e teto de parada de ônibus

                          Fotos: Portalider

Uma das cinco academias públicas que estão sendo construídas em Campo Maior foi destruída pela forte chuva que cai na cidade desde esta quarta-feira (31). Parte da estrutura de concreto do bairro Flores ficou danificada e os tijolos foram arrastados pelo temporal. 

No município, a 78 km de Teresina, placas e árvores também foram arrancadas e até o teto da parada de ônibus da Praça da Bandeira caiu com a chuva.

Parte da cobertura das cadeiras e das cabines de transmissão do estádio Deusdeth de Melo- recentemente reformado pelo Governo do Estado- também não resistiu a ventania. A estrutura atingiu a fiação elétrica e o fornecimento de energia de região foi interrompido.

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com
Com informações Portallider

Vento derruba cobertura de estádio em Campo Maior

Parte da cobertura das cadeiras e das cabines de transmissão do estádio Deusdeth de Melo, em Campo Maior, foi ao chão após uma ventania, na tarde desta terça-feira (30). A estrutura antingiu a fiação elétrica e o fornecimento de energia de região foi interrompido.

 

Foto: Otávio Neto


O estádio que foi recentemente reformado pelo Governo do Estado, ao custo de 444 mil reais, ainda sofre com problemas estruturais. No último fim de semana, a equipe  de juniores do Barras ficou presa no vestiário por cerca de 5 minutos após a fechadura emperrar. Em janeiro uma das torres de iluminação do estádio caiu após uma chuva.

Foto: Otávio Neto

 

Atualmente, o estádio vinha sendo usado para os treinos da equipe de juniores do Comercial, que partipará da Copa São Paulo de 2015, e será palco para os jogos do Caiçara no Campeonato Piauiense.


Luiz Carlos Júnior (Especial para o Cidadeverde.com)
redacao@cidadeverde.com
Com informações Campo Maior em Foco

Em dois dias, duas estudantes são baleadas em Campo Maior

A estudante Antônia Raniely foi ferida com um tiro de raspão na cabeça em uma tentativa de assalto, nesta segunda-feira, 29, em Campo Maior. 

A vitima estaria em uma motocicleta com sua mãe, quando foram abordadas por dois homens armados, as vitimas teriam resistido e os homens efetuaram os disparos. A estudante foi socorrida e encaminhada para o hospital regional de Campo Maior.

No sábado, a estudante Mara Beatriz ficou ferida após uma tentativa de assalto na cidade. A vitima seguia em moto com sua mãe e sua irmã quando os bandidos anunciaram o assalto, após tentar fugir a estudante foi alvejada com dois tiros de raspão.

A polícia prendeu um homem acusado de ter praticado o primeiro crime, com ele foi apreendida uma moto que teria sido usada na ação.

 

Luiz Carlos Júnior (Especial para o Cidadeverde.com)
redacao@cidadeverde.com
Com informações Portal de Campo Maior

Estudante é baleada durante tentativa de assalto em Campo Maior

A estudante Maria Beatriz, de Campo Maior, foi atingida por dois tiros de raspão durante tentativa de assalto que aconteceu na tarde de ontem (27), na saída de Campo Maior para Cabeceiras, na PI-114.

Segundo a própria vítima tudo aconteceu quando ela, a mãe e uma irmã voltavam, em uma moto, para a residência da família, localizada na Zona Rural de Campo Maior. Dois homens se aproximaram delas e anunciaram o assalto.

Os bandidos ordenaram que elas parassem a moto, o que não aconteceu já que a mãe da vítima, que conduzia o veículo, acelerou e isso irritou os assaltantes, que começaram a atirar.

Os disparos todos foram em direção a Maria Beatriz, que estava na garupa da moto. “Chorei bastante, mas não paramos a moto. A estrada estava desertae quando ele deu três tiros,e no quarto eu cai da moto”, conta a vítima.

Maria bateu a cabeça e desmaiou. Nesse momento os bandidos desistiram do assalto e fugiram. Beatriz foi socorrida por populares e levada para o Hospital Regional de Campo Maior. Na manhã desse domingo ela recebeu alta médica.

Fonte: Portal de Campo Maior

Iluminação pública de avenidas em Campo Maior é recuperada

A Iluminação das principais avenidas de Campo Maior está sendo recuperada. Os técnicos da Secretaria de Limpeza e Iluminação Pública estão fazendo o trabalho de troca de lâmpadas e de reatores com o auxilio de um caminhão muque.

A manutenção da iluminação será feita nas Avenidas Santo Antônio, José Paulino, (Centro), Nilo Oliveira, (Santa Cruz) e Monsenhor Mateus (Flores) e orla do Açude de Campo Maior. O objetivo é deixar a cidade mais iluminada para as festividades do final de ano.

De acordo com o secretário Antônio Lustosa, a manutenção da iluminação pública de Campo Maior está sendo feita periodicamente, sendo que nas luminárias comuns, que existe na maioria das ruas da cidade, é feita sempre que é solicitada pela população.

“Nas luminárias especiais, que só existe nas avenidas, a manutenção só pode ser feita com o auxilio do muque, mas as comuns é feita constantemente pelos nossos técnicos mesmo”, comentou Lustosa.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Ex-prefeito e ex-secretários são condenados a devolver dinheiro à prefeitura de Campo Maior

Foto: Evelin Santos/ Cidadeverde.com

ex-prefeito Joãozinho Félix


O ex-prefeito de Campo Maior, João Félix de Andrade Filho, o "Joãozinho Félix" e mais cinco ex-secretários municipais foram condenados pela justiça a devolverem aproximadamente R$ 40 mil de gratificações. A decisão é do juiz Cesar Menezes Garcez, da 2ª vara da comarca de Campo Maior.

Além de Joãozinho Félix foram condenados os ex-secretários Paulo Roberto Nogueira, Maria do Rosário Félix de Almeida, Dorilene Gomes Vidal Félix de Andrade, José do Egito Pires de Carvalho Fortes Castelo e Antônio de Pádua Portela Bona. 

O dinheiro é referente a uma gratificação recebida por eles mensalmente no valor de R$ 600, 00 de janeiro de 2005 a dezembro de 2010, período que Joãozinho esteve à frente da chefia do executivo no município

Leia a decisão na íntegra

A ação popular foi impetrada pelo então vereador Fernando Andrade de Sousa. Em síntese, o autor da ação narrou que os secretários citados acima recebiam a quantia, além do pagamento pelo exercício das atividades do cargo. A gratificação estaria em confronto com a vedação prevista no artigo 34, § 4,° da Constituição Federal e da Lei Municipal n.º 10, de 14 de fevereiro de 2004, que estabelecem que "a remuneração daqueles deverá ser por meio de subsídios, fixados em parcela única, vedado o acréscimo de qualquer gratificação, adicional, abono, prêmio, verba de representação ou outras espécies remuneratórias.

Os réus apresentaram defesa e sustentaram que não houve ato violador ao patrimônio público pois a gratificação recebida por alguns Secretários Municipais na verdade se refere a uma ajuda de custo decorrente das viagens que faziam para Teresina, para resolver problemas de suas Secretariais. Na processo consta que "os réus alegaram que recebiam tais parcelas de boa fé, não havendo qualquer vício que macule tais parcelas de ilegalidade".

Porém, após julgado o processo e a defesa dos réus, o juiz de 1º julgou procedente o pedido de declaração da nulidade da gratificação, de acordo com o impedimento da lei municipal e condenou todos ao reembolso dos valores recebidos acrescidos de atualização monetária e juros de mora de 1% ao mês. Os réus também foram condenados ao pagamento das custas processuais e honorários advocatícios, no valor de mil reais.

Procurado pelo Cidadeverde.com o ex-prefeito Joãozinho Félix reforçou que o valor pago aos secretários era referente às diárias de viagens à Teresina para resolver problemas das secretarias, segundo o ex-gestor, tal prática não é proibida por lei municipal e segundo ele, continua na atual gestão.

"O procurador do município e os secretários precisavam se deslocar para Teresina e isso gera custos. O valor era quase irrisório e servia para pagar as despesas com alimentação e combustível usados por eles. Isso é uma prática de rotina e ainda hoje continua do mesmo jeito", pontuou o ex-gestor.

Joãozinho Félix acionou seus advogados e recorrerá da decisão.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Recital abre a programação de Natal no município de Campo Maior

A noite de terça-feira (16) foi marcada por muita emoção dos corais que se apresentaram no Adro da Igreja Santo Antônio, comemorando o Natal, que se aproxima. A apresentação dos grupos e todo o evento foi organizado pela Secretaria de Desenvolvimento Social. Várias autoridades municipais e populares estavam presentes para assistir a apresentação do 1º Recital de Natal em Campo Maior. A secretária de Desenvolvimento Social – Conceição Lima, em nome do prefeito Paulo Martins, agradeceu a todos. 

 Presentes também os secretários de Finanças Francisco Sousa, o de Trânsito e Mobilidade Urbana “Cap Paz”, a de meio Ambiente Conceição Paz, e outros convidados. Foi uma noite de muita emoção para quem assistia os coral das crianaças: O do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, O Coral da Paróquia, Coral do Lar da Criança, Coral da ADVIC e o Coral dos Servidores da SEMDES. As cantoras Jadileny Moraes e Osana também se apresentaram.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Corpo de homem com traumatismo craniano é achado em estrada

Populares encontraram um corpo na manhã desta terça-feira (16) na estrada que liga Campo Maior a Coivaras. A vítima, identificada pela Polícia Civil como "Tarcísio", teve seu rosto desfigurado.

Foto: Portal de Campo Maior

Segundo informações da Polícia, Tarcísio já foi preso por tráfico de drogas. E neste momento o delegado regional Gustavo Jung colhe depoimentos de familiares na delegacia de Campo Maior.

No corpo do rapaz, foram encontradas várias escoriações e traumatismo craniano. A Polícia acredita que ele tenha sido atingido por pedras ou pauladas.

Moradores da região chegaram a afirmar que ouviram tiros na noite desta segunda-feira (15) no bairro Cidade Nova, o que pode representar, segundo a Polícia, uma relação com o crime. Também há marcas de tiros no corpo.

Rayldo Pereira
Com informações de Portal de Campo Maior
rayldopereira@cidadeverde.com

Posts anteriores