Argentina merecia mais, lamenta Lionel Messi

Argentinos lamentam perda do título, mas exaltam campanha na Copa

Gabriel Fialho - Portal da Copa - 14/07/2014, às 08:05

A sensação não poderia ser outra: tristeza. Afinal, a Argentina chegou à decisão da Copa do Mundo após 24 anos e com grande expectativa de levantar a taça. O golpe foi mais duro com o gol de Götze, anotado aos sete minutos do segundo tempo da prorrogação.

Fotos: Bruno Domingos/ Mowa press
ale-arg-01

Eleito melhor atleta do torneio, o craque Lionel Messi disse que só estava pensando no título e que a equipe merecia melhor sorte. “Estou triste e não pensava em um prêmio pessoal, só na Copa do Mundo. Acho que a Argentina merecia mais, pelo que jogou”, resumiu.

Para o goleiro Sergio Romero, apesar da derrota por 1 x 0 para a Alemanha, o grupo fez uma grande campanha e sai de cabeça erguida. “Acredito que a equipe respondeu bem, foi compacta, defendeu bem, tratava de atacar com muita gente, não só com os atacantes. Em linhas gerais, fizemos um grande Mundial. Chegaremos em casa de cabeça erguida, mas sem o sorriso no rosto”, disse.

O jogador agradeceu o apoio que a equipe recebeu dos argentinos durante toda a competição. “Gostaria de agradecer ao nosso povo. Nós temos que aplaudir as pessoas. Gente que veio sem ingresso, mas que queria estar unida para transmitir energias positivas para nós. Deixamos o coração no campo, mas, lamentavelmente não conseguimos o titulo”.

Desgaste
O atacante Sergio Agüero, que entrou no segundo tempo da partida, e o meio-campista Enzo Pérez, que foi substituído na etapa complementar, afirmaram que o desgaste na prorrogação já era muito grande e que após o gol da Alemanha não restou mais tempo para reagir.

“Na prorrogação, às vezes a perna já não funciona. Fizemos todo o possível, mas quando menos esperávamos, levamos o gol. É uma pena ver meus companheiros tão mal, mas temos que seguir em frente”, disse Agüero.

“A única chance que eles tiveram na prorrogação conseguiram fazer e não havia mais tempo para reagirmos, mas, é um orgulho participar, no meu primeiro Mundial, de uma decisão. Grandes jogadores passaram pela Copa e não tiveram essa oportunidade. Temos que valorizar que chegamos à final, mas a tristeza de não conseguirmos o que queríamos é grande”, descreveu.

A Argentina termina a Copa do Mundo com cinco vitórias, um empate e uma derrota. A equipe anotou oito gols e sofreu quatro. Na primeira fase, os triunfos foram: 2 x 1 contra a Bósnia-Herzegovina, 1 x 0 contra o Irã e 3 x 2 sobre a Nigéria. Nas oitavas, vitória de 1 x 0 ante a Suíça, mesmo placar do triunfo sobre os belgas na fase seguinte. Na semifinal, após o placar ficar em branco contra a Holanda, os argentinos venceram por 4 x 2 nos pênaltis. Na final, derrota de 1 x 0 para a Alemanha.