21/08/09, 09:38

De muleta, acusado de quatro homicídios é preso na Irmã Dulce

Nego Alisson foi preso por porte ilegal de armas. Três homens e duas mulheres também foram presas em boca-de-fumo.

Fotos: Caroline Oliveira/CidadeVerde.com
Nego Alisson está com pinos na perna esquerda
 
Operação realizada conjunto pelas Polícias Militar e Civil prendeu quatro homens e duas mulheres na vila Irmã Dulce, zona Sul de Teresina. Dentre os detidos está Pedro Alisson Araújo, conhecido como Nego Alisson, 21 anos, que apesar de andar de muletas e ter uma bala alojada na perna, estaria com uma arma de fogo e confessou, à polícia, ser autor de quatro homicídios. A operação começou às 5h desta sexta (21) para combater drogas e porte ilegal de armas.
 
 
Davi, F.C., Paulo César e Alisson foram presos
 

Além da acusação pelos assassinatos, Nego Alisson também teria confessado também que estava preso por assalto a um depósito de bebida no Lourival Parente este ano e teria sido há dois meses. Entre suas vítimas estaria um dos integrantes da família dos “Irmãos Coragem”, na praça do Residencial Esplanada em 2008.

Também foram levados para a delegacia Francisca Andréia Vieira de Freitas, 44 anos, acusada de tráfico de drogas e sua filha, Alexsandra Veras de Freitas, 26 anos, acusada de ter levado uma serra e um celular que teria faciliado na fuga de presos do 4º DP na semana passada. 
 
Alexsandra Veras teria ajudado na fuga de presos do 4ºDP.
 
Ainda foram detidos David Miranda de Sena Rosa, 28 anos, com munições para pistola calibre 40, F.C.F.C. que afirma ter 17 anos e estava com David. Outro preso foi Paulo César que seria o responsável pela boca de fumo onde foram apreendidas 55 trouxas de maconha e R$ 16 em moedas trocadas. Ele disse que vendia por R$ 2 a R$ 5. Um caderno com anotações sobre vendas também foi encontrado na casa.
 

Ao todo, foram recolhidos um revolver calibre 32, uma garruncha, quatro munições calibre 32 e outras quatro de pistola calibre 40. As residências ficam no residencial Tenho Fé e no Morro do Manoel Cambota, na região da Vila Irmã Dulce, zona Sul.
 
Chefe de investigação, Hilton Barbosa
 
Segundo o titular do 23º DP, Antonio Carvalho, o reservado da Companhia do Promorar já vinha monitorando a quadrilha há 15 dias. “Eles agem na região com uma série de assaltos a comércio, mas tem o Nego Alisson que é homicida e chefia o tráfico na região”, descreve.
 
Delegado Antônio Carvalho conversa com militares do Rone
 
O chefe de investigação do 4º DP, Hilton Barbosa, conta que um dos fugitivos da delegacia que foi recapturado, Francisco Ribeiro, confessou que Alexandra havia levado um celular e uma serra para ajudar na fuga.

 
Flash de Caroline Oliveira
Redação Carlos Lustosa Filho

| © CidadeVerde.com 2014 | Todos do Direitos Reservados - Site by Masvio |