Cidadeverde.com

Juiz nega pedido de soltura do ex-prefeito Felipe Santolia

O juiz do Fórum Desembargador Walter Carvalho Miranda, em Esperantina, Ulysses Gonçalves da Silva Neto, negou o  pedido de soltura do ex-prefeito Antonio Felipe Santolia Rodrigues. A decisão do magistrado teria sido baseada na ausência de documentos nos autos que comprovassem residência fixa do detento. Contra o ex-prefeito havia um mandado de prisão preventiva desde 2014 e a demora no cumprimento teria se dado, inclusive, pela dificuldade de localização de Santolia.

             Fotos: José Luiz da Silva Rodrigues

A prisão ocorreu na última terça-feira (24) dentro do fórum do município, após o ex-prefeito participar de uma audiência em que respondia pela acusação de desvio de R$ 800 mil com notas fiscais falsas. Ao todo Felipe Santolia responde a cerca de 30 processos envolvendo crimes de improbidade administrativa, ação penal e processos da justiça federal.

Marconi de Siqueira Nunes, um dos advogados que atua na defesa de Felipe Santolia, confirmou a decisão do magistrado, mas não informou detalhes que deverão ser divulgados na tarde deste sábado (28). 

"Estamos analisando o processo e nos reunindo com a equipe para avaliar o próximo passo no intuito de providenciar a soltura", disse o advogado. 


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Fotos de ex-prefeito raspando cabeça em presídio vazam na web e Justiça abre sindicância

Fotos do ex-prefeito de Esperantina, Antônio Felipe Santolia Rodrigues, cortando o cabelo dentro da Penitenciária Regional Luiz Gonzaga Rebelo vazaram na internet e a Secretaria Estadual de Justiça do Piauí abrirá sindicância para apurar o autor da foto, bem como o responsável por sua reprodução nas redes sociais. 

Nas fotos, o ex-prefeito aparece sentado em um cadeira e um outro homem, possivelmente um detento, raspa a cabeça de Santolia com um cortador de cabelo. A cena ainda é observada por outras pessoas. 

Por meio de nota, a Direção da Unidade de Administração Penitenciária da Secretaria de Justiça informou que o corte do cabelo é um procedimento padrão, realizado em todos os presídios do Estado, por medida de segurança, mas a imagem do interno deve ser preservada.

O ex-prefeito de Esperantina foi preso dentro do fórum do município após participar de uma audiência em que respondia pela acusação de desvio de R$ 800 mil com notas fiscais falsas. O delegado regional Igor Gadelha, disse que a  prisão é referente a um mandado de prisão preventiva em aberto expedido contra o ex-gestor em dezembro de 2014, pelo juiz Ulysses Gonçalves da Silva Neto. O promotor de Esperantina, Sérgio Reis Coelho destacou ainda que Santolia responde a cerca de 30 processos envolvendo crimes de improbidade administrativa, ação penal e processos da justiça federal.

Polícia Civil fala sobre imagens

O Gerente de Polícia no interior Willame Moraes, afirmou em entrevista ao Cidadeverde.com que as imagens serão analisadas e segundo ele, a raspagem do cabelo pode ter sido um pedido do próprio ex-prefeito.

"Vamos analisar se o ato de raspar a cabeça, caso não seja uma prática do sistema prisional, provavelmente deve ter sido um pedido do próprio Santolia, mas só a Secretaria de Justiça ou o prefeito poderão explicar", afirmou em entrevista ao Jornal do Piauí.

Advogado pede revogação da prisão

O advogado de defesa de Santolia, Marconi Nunes, informou em entrevista ao Jornal do Piauí desta quarta-feira (25) que já protocolou um pedido de revogação da prisão preventiva decretada contra o ex-prefeito.

Segundo ele, o pedido foi expedido sob a alegação de "falta de interesse processual", porém como suas primeiras medidas, o advogado já confirmou que foram dadas as justificativas necessárias pela ausência de Felipe a audiências anteriores e já foram colocados autos processuais firmando o compromisso do réu.

"Pedimos a revogação da prisão, com interesse processual definido e a devida justificativa e compromisso de comparecimento espontâneo a todas as audiências caso a prisão seja revogada.   Santolia teve perdas familiares que motivaram suas últimas faltas como a morte do pai e logo em seguida a do irmão e quanto estava retornando para o Piauí sua irmã foi internada para um tratamento contra um câncer em São Paulo", explicou o advogado.

Por ser uma prisão preventiva, o acusado deveria ser levado para a delegacia, porém, por medida de segurança, Felipe Santolia foi levado para o presídio de Esperantina. O advogado afirmou que ainda não apurou se a decisão da transferência foi um pedido de Santolia, mas reforçou que a prisão é preventiva e ainda não há condenação.

Graciane Sousa e Rayldo Pereira
gracianesousa@cidadeverde.com

Ex-prefeito de Esperantina, Felipe Santolia é preso dentro de fórum após interrogatório

O ex-prefeito de Esperantina, Antônio Felipe Santolia Rodrigues, foi preso  dentro do fórum do município após participar de uma audiência às 15h desta terça-feira (24). De acordo com o delegado regional Igor Gadelha, a prisão é referente a um mandado de prisão preventiva em aberto expedido contra o ex-gestor em dezembro de 2014, pelo juiz Ulysses Gonçalves da Silva Neto.

Fotos: José Luiz da Silva Rodrigues

"O mandado de prisão é referente a um processo de 2009 na Justiça por apropriação indébita previdenciária. Fomos informados de que ele estava na cidade e iria participar de uma audiência sobre outro processo. Os policiais constataram a presença dele e deixaram a audiência transcorrer normalmente. Ao final do interrogatório foi dada voz de prisão para ele pelo delegado Maycon Kaestner, de Luzilândia", explicou o delegado.

Igor Gadelha acrescenta ainda que cerca de seis pessoas que acompanhavam o prefeito tentaram impedir o trabalho da Polícia e provocaram um tumulto no local. "Como ele tem muitas pessoas ligadas a ele no município e tivemos a preocupação de haverem outras manifestações, pedimos logo sua transferência e ele foi levado para o presídio", acrescentou o delegado.

A audiência desta terça-feira (24) era referente a outro processo ao qual o ex-prefeito responde sobre seu período na gestão municipal.

O promotor de Esperantina, Sérgio Reis Coelho informou que Santolia responde a cerca de 30 processos envolvendo crimes de improbidade administrativa, ação penal e processos da justiça federal.

“Havia uma prisão preventiva decretada por apropriação indébita previdenciária, além da acusação contra o ex-prefeito por obstrução da justiça, dificultando em localizá-lo”, disse o promotor.

Santolia foi preso ao participar de audiência em que é acusado de desviar com notas fiscais falsas R$ 800 mil.

O Cidadeverde.com tentou contato com a defesa de Felipe Santolia, mas ninguém foi encontrado para comentar o assunto.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Incêndio de grandes proporções destrói loja no Centro de Esperantina

Um incêndio de grandes proporções destruiu a locja Sacolão Popular, na avenida Petrônio Portela em Esperantina. Segundo moradores da região, as causas do fogo ainda não foram confirmadas, mas um curto-circuito no ventilador pode ter provocado as chamas.

A estrutura do local ficou comprometida e o telhado corre risco de desabamento. Todo o estoque que estava no local também foi consumido pelas chamas.

Em entrevista a um portal local, uma funcionária afirmou que tudo do local foi destruído. O prejuízo ainda não foi contabilizado.

Rayldo Pereira
Com informações de RevistaAZ
rayldopereira@cidadeverde.com

Motorista tenta desviar de moto e atropela avó e neta

                                    Fotos: Jornalesp

Uma mulher de 50 anos e a neta ficaram feridos em um acidente na avenida São José, imediações do Pontilhão do Cais, em Esperantina. De acordo com a Polícia Militar, para evitar uma tragédia, o condutor ainda tentou desviar e acabou colidindo com um poste. 

"Testemunhas disseram que a motociclista pilotava a moto e ao mesmo tempo conversava com uma pessoa em outra motocicleya. O motorista do carro, Francisco da Conceição Nunes, trafegava no mesmo sentido e foi tentar desviar, mas acabou colidindo com um poste", explica o cabo José de Ribamar Freitas.

O acidente ocorreu por votla das 9h30, desta quinta-feira (19). A PM informou ainda que o condutor do veículo não se evadiu do local. As duas vítimas tiveram escoriações leves. Policiais civis se deslocaram ao local.

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Moto roubada de professora quebra durante fuga e suspeitos são presos

Em menos de meia-hora, a Polícia Civil conseguiu recuperar uma motocicleta furtada de uma professora no centro de Esperantina. A vítima havia havia estacionado o veículo em frente ao prédio do INSS no fim da tarde de ontem (12). Para furtar a moto, os suspeitos utilizaram uma chave 'micha', utilizada por bandidos para a abertura de diversas fechaduras.

"O local é de intensa movimentação e os suspeitos, dois jovens de 17 anos de idade, se aproveitaram disso. O furto ocorreu por volta das 17h. A vítima acionou rapidamente a Polícia Civil e em 20 minutos conseguimos apreender a dupla. Eles utilizaram uma chave micha, mas durante a fuga a moto deu prego e os policiais chegaram na hora e fizeram o flagrante", explica o Delegado Regional de Esperantina, Igor Gadelha.

Além do furto à moticicleta, os adolescentes confessaram outros delitos, ressalta o delegado. "Eles confessaram o furto de mais uma biz, celulares e cinco bicicletas. Os objetos ainda não foram recuperados e estamos investigando. Os dois residem no Conjunto Bernardo Rego", finaliza. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Encomenda de maconha é descoberta em bagageiro de ônibus

Foto: PRF

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu cerca de 8 quilos de maconha que estavam sendo transportadas em um ônibus interestadual que vinha de Brasília- DF com destino ao município de Esperantina. A abordagem ocorreu por volta das 4h, desta quinta-feira (05), no posto da PRF entre as cidades de Teresina e Altos. 

De acordo com o inspetor Fabrício Loiola, a droga era transportada como encomenda no compartimento de bagagem de mão. 

"A droga estava bem lacrada e em razão das suspeitas, os PRFs decidiram abrir e encontraram a maconha dividida em tabletes de tamanhos variados. No ônibus tinham alguns passageiros, mas a suspeita é que o material seria do motorista que, provavelmente, estivesse levando o material para o inteirior do estado pelo dinheiro oferecido para fazer esse tipo de transporte", explica Loiola.

O condutor do ônibus identificado pelas iniciais B.S.C foi encaminhado à delegacia. Pela imagem é possível observar que ainda a encomenda tinha remetente e destinatário, informações que deverão ser apuradas pela Polícia Civil.  


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Vídeo: Bandido armado rende funcionários e assalta padaria em Esperantina

Um vídeo que mostra a ação de um assaltante a uma padaria no centro da cidade de Esperantina está circulando nas redes sociais e chama atenção dos internautas. O fato ocorreu às 21h35 da segunda-feira (26). 

 

 

 

Nas imagens, é possível ver o indivíduo de bermuda e camisa listrada rendendo com um revólver um funcionário logo na entrada do estabelecimento. O criminoso entra com arma em punho e está com um capacete que cobre parcialmente a sua cabeça. Agressivo, ele obriga os funcionários a entregarem o dinheiro do caixa e também seus pertences como celular e bolsas.

O delegado de Esperantina, Igor Gadelha, informa que o criminoso já foi identificado. “Já ouvimos testemunhas que reconheceram através de fotos e estamos solicitando à Justiça os pedidos de prisão. Além de dinheiro e dos objetos, ele também levou a chave de uma moto para evitar que as vítimas fossem à delegacia. Naquele horário, a padaria já estava fechando”, descreveu.

 

Carlos Lustosa Filho
carloslustosa@cidadeverde.com

Acusados de matar delegado Lucas Craveiro tinham emprego fixo

A presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Piauí (Sindepol), delegada Andrea Magalhães, acompanhou a audiência de instrução do processo que julga os suspeitos de envolvimento na morte do delegado da Polícia Civil do Piauí, Lucas Craveiro Alves. Segundo ela, surpreendeu o fato de todos os acusados terem carteira assinada, como trabalhadores profissionais. 

"Eles já estavam no terceiro assalto, mesmo tendo trabalho formal. Um deles era gesseiro e outro atendente de loja de auto peças. Não podemos mais conviver com isso e se acostumar com isso. Vamos cobrar e pedir punição máxima. O Lucas era um excelente delegado a pesar de jovem, prestou um excelente serviço e inclusive até hoje é reconhecido e lembrado. É uma perda para o Estado e para sociedade, disse a delegada.

Dos seis réus do caso, quatro foram ouvidos na 1ª Vara Criminal da Comarca de Fortaleza, nesta quinta-feira (22). Devido a um atraso na escolta dos presos, os últimos dois acusados serão interrogados no dia 24 de março e o processo entrará na fase de alegações finais da acusação e defesa e estará concluído para julgamento.

"As provas são bem contundentes e acreditamos no compromisso e competência da Justiça cearense. Audiência bem detalhada com várias perguntas, mas bem elucidativa. O inquérito policial foi muito bem instruído e detalhado", disse a delegada. 

Lucas Craveiro era Delegado Regional de Polícia Civil em Esperantina e foi morto a tiros quando estava de folga no dia 17 de março do ano passado, em Fortaleza. Ele saía de uma lanchonete na Avenida Washington Soares e foi atacado por bandidos armados. Houve tiroteio, que terminou na morte do delegado e com um assaltante baleado. 

Estão presos Lindoval Vicente da Silva Júnior, Francisco Renato Marques, Francisco Rodrigo Marques Silva, Francisco Antônio Vieira, Pedro Paulo Alves e Jardel de Souza Façanha. Os acusados poderão responder pelos crimes de latrocínio, formação de quadrilha, roubo de carro e porte ilegal de arma.


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Foragido da Major César é preso cometendo outro crime em Esperantina

  • Divulgação delegacia Esperantina
  • Divulgação delegacia Esperantina
  • Divulgação delegacia Esperantina

Foragido da Major César é preso cometendo outro crime em Esperantina 

Policiais militares da Força Tática de Esperantina prenderam Danilo Roberto da Silva, 25 anos, acusado de furtar uma motocicleta. Durante a investigação, foi descoberto que ele era foragido do sistema prisional. 

A moto foi furtada e encontrada na casa de Danilo, ontem(10), por volta das 23h30. Ele foi conduzido para a Delegacia de Esperantina. 

De acordo com delegado de Esperantina, Igor Gadelha, nas investigações foi descoberto que Danilo estava cumprindo pena de quatro anos e dois meses por roubo na Colônia Agrícola Major César, mas estava foragido.

“Amanhã o pessoal da penitenciária já está vindo buscá-lo”, destacou o delegado, que ainda investiga participação do preso em outros roubos. 

Matias Olímpio

 O delegado informou ainda que foi preso, também na noite de ontem(11), José Ribamar da Silva, 46 anos, vulgo Turrú. Ele foi autuado com 18 pedras de crack, dois tabletes de maconha, que foram encontradas na casa dele e ainda seis trouxas de maconha e quatro de cocaína, além de R$ 314. 

A prisão feita por policiais militares na localidade Caiçara e conduzidos a Delegacia de Esperantina neste domingo onde ele foi autuado por tráfico de drogas. 

Caroline Oliveira e Yala Sena 
redacao@cidadeverde.com

Posts anteriores