18/10/10, 16:51

“Mercado do calor” faz vendas de protetor solar crescerem cerca de 40%

Outro sucesso de vendas é o popular "manguito", que protegem braços de motociclista da exposição ao sol.

O clima quente e seco predominante no Piauí é um dos fatores que tornam o Estado nacionalmente conhecido. Entretanto, os comerciantes antenados nas demandas do mercado aproveitam essa característica para incrementar os negócios e gerar renda.





Assim, nasceu o “mercado do calor”, que apenas em 2010, já incrementou a venda de protetor solar em cerca de 40%. Outros setores também se beneficiam das altas temperaturas. A venda de sorvetes e picolés, por exemplo, tem perspectiva de crescer 150% no ano corrente.


"O Piauí é um dos estados de grande representatividade nas vendas para a linha Golden Plus. Os produtos mais procurados são justamente os protetores, devido ao nosso clima, onde podemos destacar os Protetores Faciais e Corporais, Protetor Labial e Protetor Solar Infantil”, informa a gerente do Boticário, Yara Valentim.


Um dos públicos alvo de campanhas e indústrias mais lembrado são os motociclistas. Com o corpo totalmente exposto ao sol, os usuários de motos inspiraram a criação dos “manguitos”, que protegem os braços de queimaduras e que virou febre em Teresina.


O par “mangas”, geralmente fabricadas com nylon, custa em média R$ 150 e a possibilidade de escolha entre várias opções de cores tem tornado o produto cada vez mais comum na capital.


“No período do B-R-O BRO, as vendas dos itens de proteção aumentam ainda mais. No comparativo dos meses de julho, agosto e setembro de 2009, com o mesmo período de 2010, tivemos um incremento de 40% na venda de protetores solares", analisa Yara Valentim.


Lívio Galeno
liviogaleno@cidadeverde.com

| © CidadeVerde.com 2014 | Todos do Direitos Reservados - Site by Masvio |